Voce está apta para conduzir do sagrado feminino

 

Posso ser uma condutora de círculo do caminho Ser Divina?

 

Ser uma condutora do sagrado feminino não necessita de “dom”, isso é nato na mulher que sente o chamado, precisa apenas estar aberta para compreender o que é a força da essência feminina, sem confundir o processo de assumir o arquétipo da anciã com o amor de filha, de avó ou de mãe.
Ser uma condutora do sagrado feminino significa assumir o cajado da anciã, ou seja, aquela que está aberta para transmitir conhecimento e conduzir a outra mulher em sua pura deidade.

Como sei se estou apta para conduzir mulheres?
R.: Olhe para si, veja como você reaje com as pessoas e as mulheres em sua volta, é tranquilo? Se for sim, é um excelente passo.

Qual visão você deve ter para estar apta em acessar o sagrado feminino?
R.: Estar num estado da vida de desejo em pertencer ao mundo feminino ancestral, ou seja, aquela que segue naturalmente sua intuição e que têm compreensão por outras mulheres com clareza sem enfrentamento e sim com respeito e admiração.

Sou feminista!
Com este conceito estou apta a ser uma condutora do sagrado feminino?

R.: Não. Na posição de feminista está na posição masculina e entrará e trará a energia de enfrentamento.

Eu posso mudar este posicionamento de feminista e me candidatar, para me tornar uma condutora do sagrado feminino?
R.: Se esse posicionamento não lhe fizer feliz e desejar mudança. Com certeza, depois de passar por um processo de abraçar a sua verdadeira essencia feminina, curando a sua dor com o masculino.

Neste curso vou aprender sobre as Deusas Gregas?
R.: Não. Você será orientada e iniciada no princípio matriarcal ancestral de origem indiana dravidiana, ou seja num legado de mais de 30.000 anos, anterior a grécia, egito e aos romanos, etc..

Vou aprender a lidar com ervas de poder?
R.: Não. O curso oferecido não pertence ao neo xamanismo. O ensinamento e a iniciação obtida dentro do curso de imersão é para formar condutoras do sagrado feminino, com ferramentas de expansão de consciência, através dos mantras, respiração, na força dos 5 elementos,  invocar as deusas e extrair a dança sagrada de cada mulher em formato meditativo.

Eu tenho aprendizado de coaching e pnl vai complementar o meu trabalho?
R.: No Coaching voce poderá adaptar o conhecimento que irá adquirir no nosso curso e utilizar posteriormente. Mas venha sem esse conceito para o curso.
Quanto ao processo do  PNL certamente será desestruturado no seu pensar, pois o foco do curso de condutora do sagrado feminino é na essencia ancestral feminina e não no externo heróico.

Eu saio apta para conduzir círculos e vivência meditativa ao sagrado feminino?
R.: Sim, mas como toda formação é necessário treinar.

O processo do curso vai favorecer na “cura das minhas dores como mulher”?
R.: Sim, mas no sentido de limpar e reorganizar a sua força feminina para ficar apta à conduzir, por isso é necessário vir de coração aberto e aceitar.

Como é conduzido o curso durante os IV módulos?
R.: Não sentaremos em cadeira, e sim no chão, terão práticas para executar durante o curso e pós curso entre cada módulo.
Apesar de ter apostila o curso é conduzido na fala para quem está ali para ouvir, um canal se abre naturalmente para cada turma, que são únicas.
Necessário disciplina e ter um tempo dísponível de pelo menos uma hora por dia em sua vida durante os 4 meses, se organize antes de se inscrever.

A minha bagagem de conhecimento será utilizado durante o processo dos IV módulos?
R.: Não de forma alguma, venha para um novo conhecimento.
Deixe seu conhecimento fora do estabelecimento, guarde-o com muito carinho em uma caixinha e pós finalizar o curso você agrega ao conhecimento anterior ou mude de posição.

Por que minha bagagem não servirá durante o processo?
R.: Porque os ensinamentos em geral, com raras exceções, são de forma patriarcal, e neste momento você virá assumir um processo ancestral matriarcal, para isso, se faz necessário a abertura para o novo.

Quem eu serei depois de me formar?
R.: Você será iniciada no arquétipo da anciã não importa a idade que tenha. Todas tem a anciã latente, precisando apenas despertá-la.Passando a ser a anciã do sagrado feminino SER DIVINA.

O que é a anciã no sagrado feminino?
R.: Não é a mãe, nem é a avó. É aquela que tem o canal aberto para transmitir conhecimento com sabedoria e pertencimento.
Que traz a herarquia ancestral de passar conhecimento de ouvido a ouvido.
Por isso o curso têm por objetivo em favorecer essa conexão, portanto, venha aberta para receber o cajado e entrar neste portal anciã SER DIVINA.

Preciso ter alguma formação na holística e ou esoterismo para ser condutora do sagrado feminino?
R.: Não, mas se buscar este conhecimento irá auxiliar e complementar seu trabalho.

Preciso de um entendimento individual pra comigo para ser uma boa condutora do sagrado feminino?
R.: Sim, procure por estar aberta em ser conduzida, participar de círculos, vivências meditativa, curso de iniciação à sacerdotisa, fazer a terapia ao femino curado.

A condutora e anciã Celi Coutinho está para aprender com as mulheres que chegam para este curso em sororidade?
R.: Não. Celi Coutinho está na posição de anciã e não de mãe e nem de filha, e sim com um cajado para transmitir conhecimento, lhe dando ferramenta para se empoderar e passar a ter o pertencimento ao mundo da força do sagrado feminino ancestral.

É ego negativo da Celi Coutinho em não desejar aprender em sororidade nesta modalidade?.
R.: Não, de forma alguma, o posicionamento exige saber o poder de transmitir, e na Comuna Durga é oferecido momento de círculos de mulheres que são momentos lindos de troca de aprendizado, onde todas estão na mesma posição e o aprendizado da Celi é partilhado e compartilhado.

Ao iniciar o curso, vou sentir diferença em meu corpo e nos meus hormônios?
R.: Sim. Relatos das mulheres é de observarem, mudança total em seus ciclos menstrual e no seu comportamental, basta está aberta e fazer todos os exercícios e mantras proposto durante o processo.

Então o curso de formação de condutora ao Sagrado feminino em imersão é uma terapia?
R.: Não. De forma alguma. A mudança ocorre  devido o reequilíbrio dos chakras que acontece com as práticas e  seu corpo reagirá devido as mudanças hormonais que acontece, provocado pelos os exercícios e iniciações, portanto fique aberta e apta a mudanças e a permissão para ser um canal receptivo do sagrado feminino.

Parabéns por ter lido até aqui. Fico grata e lisonjeada.
Decidi fazer esse faq explicativo para que você venha sabedora do que encontrará aqui. Seja você que venha da capital de São Paulo e ou de outros estados.

Venha pronta para compartilhar na simplicidade do saber, esqueça a idéia de hotéis 5 estrelas, ar condicionados, aranha céus, restaurantes de qualidades.
Isso não pertencem ao sagrado interno feminino ancestral.
Um ambiente de energia familiar, até fazer uso de um cobertor e de um aquecedor neste frio, com certeza.
Mas você virá se aquecer ou se refrescar com chá naturais, comidinhas caseiras, partilhar de um fogo mágico, de um círculo, desde do primeiro módulo.

Se aqui você não encontrou sua resposta, fique a vontade de enviar um email com sua perguntas.
Vou seguramente responder uma a uma.

Se increva agora no próximo curso que será iniciado em março/2019.

Veja a agenda aqui!

 

 

 

 

%d blogueiros gostam disto: