Oficina de tambores

Facebook Comments


Oficina de Tambores com Avelino Capelos

OFICINA DE TAMBORES COM AVELINO CAPELOS

Na oficina de tambores com Avelino Capelos, cada pessoa construirá o próprio tambor em uma cerimônia emocionante de muita conexão e conhecimento sobre esse instrumento ancestral sagrado.
Vamos conhecer um pouco da história da importancia dos tambores
O Tambor veio para os Filho da Terra, na época do Segundo Mundo, a primeira idade do gelo.
O fogo acabara de ser descoberto e os clãs em família reuniam-se ao seu redor, partilhando o seu calor.
Os longos invernos eram passados no interior das cavernas, e eram aproveitados na preparação dos utensílios utilizados na primavera.
Durante o inverno também se dançava, se tocava música e se realizavam cerimônias.
No decorrer desta idade do gelo, todas as cinco raças dos Filhos da Terra, uniram-se às batidas do coração da Mãe Terra.
Elas perceberam que a Mãe participava de suas cerimônias e sentira que, ao bater os tambores, criava-se um ritmo comum, quase imperceptível, que parecia emanar da terra.
No interior de uma caverna ou numa clareira da floresta, a batida do coração da Terra afinava-se com a batida do coração de todos.
Enquanto estórias das caçadas vitoriosas eram representadas diante da fogueira, o tambor emitia um som grave e fazia circular uma energia que deixava todo o grupo em estado de frenesi.    
Até hoje, povos tribais de todas as partes do planeta continuam dependendo do tambor para desapertar a energia de cada um dos participantes dos rituais ou das cerimônias. O uso do tambor gera uma energia coletiva, que pode ser usada em curas, orações, agradecimentos, viagens ou pedidos de informação.  
O tambor pode ser usado como um mapa ou guia para aqueles que buscam os universos paralelos ou estado alterado de consciência.
O tambor conecta o coração da pessoa que empreende esta jornada com a batida do coração da Mãe Terra e lhe garante uma maneira segura de voltar ao corpo físico.
O uso o tambor como guia evita que a pessoa se perca no meio do caminho ou que perca seu equilíbrio interno ao sair em busca de outras realidades.
Os Xamãs vem usando desde tempos remotos o som de flautas, de cantos, de animais ou de batidas de tambor como mapa de estrada para que o homem alcance os outros níveis do seu mundo interno.
O som do tambor é percebido pelo ouvido e internamente sentido pelos duas-pernas.
Isto dá à raça humana uma nova impressão do primeiro som que qualquer ser humano já ouviu. Esse som estava no útero e era um duplo batimento cardíaco.  
O coração do filho e o coração da mãe ressoam através da água da bolsa amniótica e espalham a ligação humana com a mãe Terra. O tambor pode ser usado para auxiliar o processo de re-ligação fora do útero.
Sempre que existe um sentido profundo de conexão com a mãe Terra, a energia da confiança torna-se mais atuante e a pessoa consegue realizar jornadas mais bem sucedidas.
Os nativos americanos, assim como os povos tribais das outras quatro raças sempre viveram em harmonia com a mãe Terra. Este senso de pertencer à Terra de forma natural capacitou os xamas a enxergar os outros mundos com facilidade.
Tudo que é vida possui ritmo, seja no mundo físico, seja no mundo espiritual.  
O tambor nos proporciona acesso aos padrões de força vital que existe dentro e fora de nós mesmos, de modo que podemos compreender que tudo que existe simultaneamente.
Esta batida simultânea unificada é a pulsação de nossa mãe Terra. Quando cruzamos a fronteira e entramos em universos paralelos, descobrimos que o batimento cardíaco unificado é o Grande Mistério.
Se já tivemos a experiência desses ritmos, podemos então partilhá-los, por intermédio do tambor, para mostrar a outros os ritmos de toda Criação.
Portanto, o Tambor é uma das medicinas mais antiga que se tem notícia.
É um momento muito especial quando se confecciona o seu tambor.
Desprendendo energia e intenções abençoando e sendo abençoado por essa medicina ancestral.

É utilizada para comunicação com o mundo espiritual e outras realidades.
Ao entrar em contato com o som produzido pelo Tambor, ele propicia o estado alterado de consciência, promovendo assim:

  • Autoconhecimento,
  • Direcionamento,
  • Conexão,
  • Ritmo,
  • Equilíbrio: físico, mental, emocional e espiritual.

O modelo do Tambor que será confeccionado é conhecido por lakota (aberto) de 16 polegadas.

A confecção é do tambor Lacota

A Oficina dos Tambores acontece por um dia todo das 10:00 as 17:00.
Facilitador Avelino Capelos convidado especial para trazer essa medicina ao nosso coração.

Entre em Contato

 

 

 


Facebook Comments