Blog

SER MULHER

De dois milênios para cá o Ser Mulher é sinônimo de dores devido as feridas existente em sua essência, e em sua alma, preconizado pelo o sistema do patriarcado devido a sua necessidade de manter o poder. 
Porém, como todas sabem, há seis décadas atrás as mulheres escravizadas  se revoltaram e exigiram igualdade.
No entanto, essa igualdade ironicamente ocorreu literalmente, ou seja, tanto quanto machista como os homens e  atualmente se intitulando “feminista”, preconizando um  desequilíbrio na sua própria natureza que se estendeu aos seus descendentes e ao mundo. E palpável a magnitude dos desequilíbrios gerados e reverberado na natureza humana, em sua sexualidade, na sua espiritualidade devido esta perda de identidade que a mulheres tiveram neste dois mil anos, enfatizando um lado que ficou longe do belo estado do Ser Mulher.
Este é um  momento perfeito para  resgatar a capacidade feminina ancestral de conduzir as forças dévicas e a vida de forma plena.
Mulheres: mães,  terapeutas, moças,  avós, solteiras, meninas, devem escutar  o chamado!
O momento nos conduz para um reencontro de nossa essência.
O chamado do despertar grita para uma consciência do resgate milenar.
Reconhecer nossa capacidade de criação.
Ter na consciência que o mundo se movimenta através do útero feminino, do gestar, do amamentar, do criar e direcionar.
Mas, principalmente empoderar um legado que é a capacidade de SER DIVINA.
A CONFIANÇA, a espontaneidade, a verdade, a pureza a oportunidade de resgatar a base essencial de Ser Mulher, por meio de habilidades próprias do universo feminino.
Procurar está em grupo e ou em círculos que  proporciona melhorar a percepção de si mesma, alcançando melhores relacionamentos interpessoais.
É preciso ousar, agir diferente. Investir em si, num grupo, para que todos reaja como um todo.
Modificar a forma de PENSAR A VIDA para que possamos ter mais qualidade no viver.
Desenvolver a segurança no AGORA para criar um Mundo melhor.
Educar, criar os filhos, sentir com o coração o dia a dia.
Reverenciar adequadamente a força interna pelas manhãs.

Agradecer o dia pelas as noites.

Reverenciar o útero.

Reverenciar a mãe terra.

Aceitar quem você é.

Aceitar o compromisso de existir.

SER – ESTAR – DIVINA – PRESENTE – SÁBIA!

Confiar,
Acreditar,
Ser livre, ser luz, ser o Eu SOU!

Autora: Celi Coutinho

Open chat